Ser PAI não é um dado adquirido, é um direito que se conquista!

O agricultor não lança a semente à terra e fica à espera que o fruto nasça… O agricultor trata a terra, lança a semente, rega, aduba, sacha, arranca as ervas, poda… no fundo cuida, trata, protege e defende, e espera pacientemente que o fruto nasça.

De igual modo o COMPANHEIRO  e Futuro PAI não pode dar só uma ajudinha, tem que dar mais; partilhar tarefas, cuidar, tratar, e tem o “dever silencioso” de compreender e de se adaptar à nova realidade.

Durante a gravidez a mulher sente transformações corporais, hormonais e mentais que nunca havia sentido antes… e podes crer, não tem nada a ver contigo “futuro pai”, tem tudo a ver com aquel@ de quem tu é coautor. É aqui que vais começar a desempenhar a tua nobre missão de ser PAI!

Queres ser um “bom pai”? Começa a sê-lo ainda no ventre da mãe, a tua ligação ao teu Bebé começa aí!

Se cuidares e tratares com resiliência e pacientemente essa “terra” que te vai dar “fruto”, terás certamente os resultados que mereces.

A tua presença em todas as etapas, ainda que te pareça desajustada, desnecessária e até incómoda, é de extrema importância.

A Futura Mamã pode estar frequentemente sem ânimo, com picos extremos de humor ou emocionais, com dúvidas, receios, stress, enjoos, desejos estanhos… quero que saibas, tudo isso é normal, há um processo de transformação acontecendo dentro DELA, são as alterações hormonais em ebulição.

Lembra-te, trata, protege e defende a tua Rainha porque em breve ela dar-te-á um Príncipe ou uma Princesa!

O Rei Protege e Defende a sua Rainha

No parto sê o “Leão” que trata, defende e protege a mãe e a “cria”.

Embora, ela possa dizer que não és necessário – talvez ela só te esteja a tentar poupar ou com medo que tu a rejeites depois – a tua presença é necessária sim, e ninguém rejeita a sua Rainha por participar ativamente no parto, antes pelo contrário, as relações saem fortalecidas.

Tens tanto para fazer durante o parto:

O VOSSO GUIA

  • Assegurar que estão reunidas todas as condições para o tipo de parto que escolheram nas Preferências para o Parto;
  • Fazer com que sejam cumpridas todas as preferências do parto;Hidratar;Alimentar;
  • Massajar;
  • Ajudar a caminhar e a que esteja sempre confortável;
  • Comandar os exercícios de respiração e de relaxamento;
  • E no caso de surgir alguma alteração durante o trabalho de parto, recorrerem ao BRAIN. 
  • Como vês a tua presença e participação no parto é mais do que necessária, é imprescindível!

    Não sabem o que fazer e como fazer, vejam o nosso Livro interativo “Os Segredos”.

    O vosso Bebé nasceu, que descarga de emoções!

    Agora que o vosso bebé nasceu é natural uma certa euforia, desfrutem desse momento momento único ♥

    Agora é tempo de cuidar, proteger e defender a tua família. A mãe sabe como cuidar do vosso bebé, isso está-lhe no ADN e tu és o seu principal assistente, e podes crer, há muito para fazer.

    Não te sintas excluído ou esquecido. A ligação mamã/bebé não é meramente afetiva, essa ligação é também fisiológica e necessária para a recuperação da mãe e do bebé, e para que este inicie uma adaptação mais saudável ao mundo exterior.  

    De volta a casa sê o super-herói que os teus Grandes Amores necessitam. A tua mulher necessita de um período de aproximadamente 40 dias para se restabelecer, está fragilizada e debilitada, precisa da tua alegre companhia, do teu carinho, do teu amor, do teu respeito e da tua colaboração incondicional.

    O bebé será o centro dos olhares e atenção de todos. A mãe vai sentir-se mais invisível do que tu, e nesta fase é ela quem necessita de todos os cuidados, atenção e proteção.

    Um forte abraço no ♥ e sejam muito felizes ♥

    assinatura-cesariano-martins